Kedushá


JPG CD Kedusha (dragged)

Kedushá.zip Download


Poucas são as tradições musicais que conseguiram conservar, tendo mesclado a seu espítito e caráter, elementos de culturas dominantes que quase as fizeram estinguir-se, sem no entanto a estes sucumbir. Se a sobrevivência em si pode ou não ser definida como paradoxal, o certo é que nos tempos que antecederam os quase seis séculos que correm desde a expulsão dos judeus da península, até hoje, as comunidades sefarad, ao haverem-se instalado em tantos sítios, foram definitivamente sendo influenciadas pelas formas das tradições musicais dessas localidades de assentamento. Mas a comoção, o sobressalto, a origem do trauma da expulsão - a enésima e não a última - , permaneceu, e o poder da emoção continua intacto.

CD Ked Sel front

Como o repertório de cantos era e segue sendo um elemento pilar da atividade comunotária sefarad, logrou possível conservar-se - não sem grandes riscos - oralmente, ao longo de praticamente quinhentos anos. Esta tradição viva, através da qual os pais transmitiam a seus filhos antigos relatos épicos espanhóis em castelhano medieval foi, simultaneamente, permitindo-se influenciar pelas distíntas línguas e culturas musicais que vicejavam pelas terras em que os sefarad fixaram residência.

Do encontro não somente resultou o cruzamento destas melodias com as poesias sacra e laica hispânicas, como foram igualmente sendo incorporados, ao longo do processo, elementos formais e cadências que se aliaram de forma surpreendentemente natural ao repertório original judaico.

Cantam-nos do passado em sua veracidade sob o signo de uma beleza arcaica, onde o tempo parece haver estampado aromas e carícias com generosas mãos.


Esther Roffe & Sarino Manno, Recuerdos Sefaraditas



 © U.I.S.G.H. 2012